ATIVIDADE FÍSICA PARA A TERCEIRA IDADE

enviada por | data: 23.01.2008 | categoria:

Introdução
O presente trabalho tem o objetivo de despertar os profissionais da área para alguns elementos importantes na prescrição do exercício físico para os indivíduos da melhor idade. Tratamos do envelhecimento, dos seus efeitos nos diversos sistemas orgânicos, passando pela prescrição de exercícios aeróbicos, de força, flexibilidade, e de equilíbrio, além de discorrermos sobre aspectos psicológicos e sociais que cercam os indivíduos desta faixa etária, tão esquecida em nossa sociedade.
Envelhecer
O processo de envelhecimento não pode estar somente restrito aos aspectos fisiológicos. Conforme a autora Yoone Wagorn e colaboradores: “envelhecer é um processo de acumular experiências e enriquecer nossa vida através de conhecimentos e habilidades físicas”. Devemos ter consciência que a qualidade de nossa vida é fruto de nossas ações, sendo assim, para vivenciarmos uma terceira idade saudável e tranqüila, o homem terá que assumir o controle permanente e assim manter-se ativo e desfrutar plenamente dos anos a serem vividos retardando os efeitos do tempo.

Crescimento da População Idosa.
O século XX foi marcado pela explosão de medidas protetoras, como: alimentação, prática de exercícios físicos, o desenvolvimento da medicina, que visam retardara morte. Esse fato pode ser observado por gráficos denominados de “pirâmides etárias”. Nos países desenvolvidos, já se pode observar um encurtamento em sua base, e um crescimento populacional no seu topo, mesmo em desenvolvimento, esse fenômeno pode ser observado (ainda que pequeno).
Essa explosão demográfica da população idosa no mundo acarretou numa série de problemas, principalmente para os países em desenvolvimento como o Brasil. Novos fatores sociais, econômicos, ambientais, biofisiológicos têm de ser pesquisados, analisados para essa nova sociedade. Há necessidade de se buscar as condições de saúde e de vida dos idosos, de conhecer o processo de envelhecimento, as repercussões sociais como o sistema de aposentadorias, de saúde.


Retardo dos conhecimentos em Gerontologia.
Apesar do crescimento da população idosa ter sido rápido, os estudos que envolvem o processo de envelhecimento e os vários problemas que envolvem a pessoa idosa é retardado, ou seja, as pesquisas nessa área do conhecimento, que é denominado de gerontologia, é lento.
O fato é que o envelhecimento, apesar de ser um fenômeno universal e comum a quase todos os seres animais, teve o seu estudo negligenciado durante muito tempo e os mecanismos envolvidos na sua gênese ainda permanece obscuros, existindo um longo caminho a ser percorrido até que novos estudos sejam mais esclarecedores. Esse fato é decorrente da convergência de alguns fatores, são eles:
• Este campo do conhecimento era dominado por charlatões e praticantes de magia negra.
• Pequena quantidade de investimentos destinados à pesquisa; o dinheiro investido nessa área era em nome de disciplina básicas(biologia celular, fisiologia).
• Distinção das modificações biológicas com o passar dos anos e estados mórbidos, como senilidade (enfermidade associada ou decorrente do envelhecimento) e a senescência (alterações fisiológicas decorrentes da idade).
• Assistência materna infantil e com jovens, por estes representarem um retorno potencial de 60 anos ou mais de vida produtiva.
Estas são as causas que afastam os cientistas dos estudos sobre gerontologia durante muitas décadas. Entretanto, nos últimas 20 anos, esse quadro vem mudando gradativamente: devido a uma tomada de consciência da existência de uma população cujo número tem crescido, e que tem acarretado muitos problemas médicos sociais e econômicos e da mudança de mentalidade a respeito da gerontologia.

Distúrbios físicos comuns.
Com o processo de envelhecimento, muitos distúrbios físicos aparecem, sendo a atividade física regular uma alternativa na prevenção e na manutenção das funções dos organismos daqueles que são membros da terceira idade. Falaremos sobre alguns distúrbios, como a artrite, osteoporose, problemas com o coração e o diabetes tipo adulto.

•Artrite
Existem aproximadamente cem tipos de artrites, sendo cada tipo com sua especificidade, portanto exigindo um tratamento diferenciado. A artrite pode provocar dor, enrijecimento, edema (inchaço), inflamação nas articulações ou na área afetadas. Em conseqüência impedindo simples movimentos necessários às atividades da vida diária.
Artrite significa que você apresenta alterações em uma ou mais das seguintes partes de suas juntas, portanto as partes e o tipo de artrite correspondente são: cartilagem articular (osteoartrite), membrana sinovial (artrite reumatóide), bolsa (bursite), músculos (fibrosite), tendão (tendinite), ligamento (espondilite ancilosante) e entre outras.
Iremos abordar as duas formas mais comuns de artrite: a osteoartrite e a artrite reumatóide.
A primeira é conhecida também como artrite degenerativa e osteoartrose, sendo uma doença degenerativa que afeta freqüentemente as juntas “carrega-peso”, isto é, os tornozelos, joelhos, quadris e a coluna.
A causa da osteoartrite não é totalmente conhecida, mas podemos citar alguns fatores que resultam na osteoartrite, como por exemplo: uso e desgaste normal, lesões às juntas, processo natural de envelhecimento, hereditariedade, abuso do uso das juntas e etc.
A cartilagem se desgasta ou se rompe e deixa a superfície do osso sem a proteção, as superfícies dos ossos entram em atrito, podendo causar travamento das juntas, causando intensa dor e limitando o movimento.
Para tratar da moléstia, o médico deve recomendar qual a atitude que o paciente deve tomar. Sendo o exercício, este deve ser supervisionado e executados em base regular, pois os exercícios ajudam a manter e a melhorar os movimentos e funções corporais.
A segunda se caracteriza por afetar os dedos, tornozelos, joelhos, ombros, cotovelos. Não há uma causa específica para o surgimento da artrite reumatóide, mas segundo os pesquisadores ela se desenvolve a partir de uma infecção bacteriana ou virótica. O nosso sistema imunológico ataca o nosso próprio corpo.
A artrite reumatóide pode ocasionar vários problemas como: dor, inchaço, fraqueza, fadiga, endurecimento das articulações, febre etc.
Para tratar a artrite reumatóide o médico deve indicar qual a medida mais coerente com a situação. Se caso for o exercício, o professor de Educação Física deve executar de forma correta e regularmente, para ajudar a manter e aumentar o alcance dos movimentos, a força muscular e a estabilidade das juntas afetadas. O repouso também é importante, pois reduz a inflamação das articulações.
Deve evitar movimentos rápidos quando em atividade física, saltar e exercitar juntas que estejam inflamadas.

•Osteoporose
Osteoporose consiste numa perda da massa ou densidade óssea e em conseqüência os poros dos ossos vão gradualmente se alargando, enfraquecendo conseqüentemente a estrutura, até que um dia ocorre alguma fratura em decorrência de um acidente normal. Com o processo de envelhecimento a osteoporose é um distúrbio comum que afeta a população idosa. Durante os primeiros cinco anos da menopausa nas mulheres, os estudos demonstram que a taxa de perda óssea pode ser seis vezes superior à dos homens. Por volta da idade dos 65 ou 70, ela decai novamente a um ritmo mais semelhante ao dos homens.
A osteoporose é detectada a partir de algumas características, como por exemplo: mulher recém saída da menopausa, raça branca, dieta carente de cálcio e vitamina D, sedentarismo, hereditariedade, deficiência hormonal, hiperparatireoidismo etc.
Para fazer o tratamento o médico deve recomendar qual a atividade. No caso de exercício, a ginástica deve ser adequada trabalhando os membros superiores e inferiores e atividade física regular ajudarão a fortificar os ossos. A dieta deve está incrementada de cálcio e vitamina D, pois irão ajudar a reconstruir os ossos. Deve-se evitar ginástica com excesso de pesos, pois poderá causar fraturas.

Diabetes de Manifestação Tardia ou do Adulto.
O Diabetes do adulto ou do topo II é uma doença que se encontra mais freqüentemente nas pessoas acima dos 40 anos, pois o processo de envelhecimento desempenha um papel importante na manifestação desse tipo de Diabetes. O corpo segrega uma quantidade adequada de insulina, mas não consegue utiliza-la de maneira apropriada.
O diabetes tipo II pode ser adquirido por certos fatores como: obesidade, hereditariedade, idade(acima de quarenta anos), sedentarismo, dieta inadequada etc. Se o Diabetes de manifestação tardia não for monitorado, pode causar derrame, problemas cardíacos, deficiência renal etc.
Para melhorar ou evitar o diabetes tipo II, deve-se fazer atividades regulares de ginástica aeróbica de baixa intensidade, pois ajudará a reduzir o peso e a controlar o nível de açúcar no sangue, podendo evitar e diminuir o risco de Diabetes.

Problemas com o coração e o aparelho circulatório.
O coração é o músculo mais importante do corpo e afeta muitas das funções fisiológicas: em conseqüência , quando seu coração não funciona adequadamente, todo seu corpo se torna menos eficiente.
É importante aprender o máximo possível a respeito de como alguns tipos de problemas cardíacos e circulatórios podem ser evitados e controlados, para que possam ser prevenidos.
A seguir trataremos de alguns problemas como:
- pressão arterial elevada
- arteriosclerose
- aterosclerose
- aneurisma
- derrame
- enfarte

A- Pressão arterial elevada
Quando seu coração bate, o sangue é forçado através de suas artérias de consistência elástica, fazendo-as se expandirem. Quando seu coração repousa entre as batidas, as artérias relaram e retornam a sua configuração original. O embate do sangue contra as paredes das artérias é chamado pressão sanguínea ou arterial.
A pressão arterial elevada é um estado em que a pressão do sangue é muito alta e permanece acima dos limites normais. Isso pode levar a muitos outros problemas.
A pressão arterial elevada não é um problema que ocorre repentinamente. Existem muitos fatores que podem levar a uma alta pressão sanguínea como:
- casos de pressão alta na família
- estilo de vida sedentário
- obesidade
- envelhecimento
- consumo excessivo de sal
- estilo de vida estressante
- consumo abusivo de álcool ou fumo
- sexo – o masculino é mais propenso a esse problema
- raça – os negros são mais suscetíveis que os brancos
- problemas renais

A pressão arterial elevada é chamada de distúrbio silencioso, pois não tem sintomas evidentes, entretanto, se não for tratada, a pressão arterial elevada pode conduzir a: enfarte, derrame, problemas renais, outros problemas cardíacos ou circulatórios.

B- Aterosclerose
A aterosclerose é um acúmulo de resíduos gordurosos nas artérias. Elas se tornam obstruídas e estreitas, impedindo o sangue de fluir adequadamente ao longo de seu corpo. Essa doença vascular pode levar a muitos outros problemas.
Acredita-se que os três principais responsáveis pela aterosclerose sejam: alto nível de colesterol no sangue, fumo pressão arterial elevada
A aterosclerose faz com que o coração tenha mais trabalho para bombear o sangue através das artérias. Você pode não sentir nenhum dos sintomas porque, às vezes, quando uma artéria está obstruída, outros vasos sangüíneos podem tomar seu lugar durante um período de tempo. Essa carga extra imposta sobre o coração pode levar a : derrame , enfarte, pressão arterial elevada, aneurisma ( devido ao enfraquecimento das paredes das artérias) , outros problemas cardíacos ou circulatórios.

C- Arteriosclerose

A arteriosclerose é uma doença que faz com que as paredes das artérias se espessem e percam a sua elasticidade. Isso impede o sangue de fluir adequadamente através de seu corpo. Atribuindo muito desgaste ao coração, o que pode conduzir a muitos outros problemas cardíacos ou circulatórios.
Supõe-se que a arteriosclerose seja causada por: processo normal de envelhecimento , abuso de fumo
A arteriosclerose faz com que o coração tenha mais trabalho para bombear o sangue através das artérias. Pode não haver sintomas óbvios, contudo, se não devidamente ratada, o trabalho com que se sobrecarrega o coração pode levar a: derrame, enfarte, angina, pressão arterial elevada.

D- Aneurisma
Um aneurisma é um seguimento enfraquecido de uma artéria ou outro vaso sangüíneo que se enche com sangue e forma um balão para fora, muito semelhante a uma frágil protuberância na câmara de ar cheia de um pneu.
Um aneurisma pode ser causado por: aterosclerose, pressão arterial elevada, defeito congênito.Quando ocorre a ruptura de um aneurisma, pode causar: hemorragia interna, perda da consciência, fortes dores de cabeça, fraqueza muscular, morte.

E- Derrame
Também chamado de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Um derrame acontece quando ocorre uma falta de oxigênio e fluxo sangüíneo em uma parte do cérebro, devido a um problema com a circulação de sangue para esta parte. Isso pode decorrer de um coágulo de sangue, aneurisma, lesão na cabeça, ou outra obstrução em uma artéria. Um derrame geralmente tem como conseqüência a morte da parte afetada do cérebro.
Alguns fatores que podem contribuir para o risco de derrame são: aterosclerose, pressão arterial elevados coágulos de sangue, aneurismas, envelhecimento, obesidade, casos de derrame na família, raça, abuso do fumo, diabetes, estilo de vida sedentário.
Dependendo da área do cérebro que for afetada, um derrame pode causar: paralisia, perda de um ou mais sentidos, problemas de fala, prejuízos da visão, perda da memória, mudança de personalidade.

F- Enfarte do Miocárdio

Um enfarte ocorre quando existe um bloqueio em uma artéria que fornece sangue para uma parte do músculo cardíaco. Essa parte se ressente da falta de nutrientes e oxigênio e começa a morrer.
Dentro de um minuto, a área do coração que foi privada de oxigênio e sangue se esgota e então bate rapidamente, dentro de quatro minutos, essa parte morre.
Há muitos fatores que levam ao enfarte do miocárdio. Quanto mais fatores você tenha, maiores são suas chances de sofrer um ataque cardíaco. Alguns desses fatores são: falta de exercício, pressão arterial elevada, fumo, estilo de vida estressante, elevado nível de colesterol no sangue, casos de ataque cardíacos na família, obesidade.
Os sinais de um enfarte incluem um ou vários dos seguintes sintomas:
* Dor ou desconforto prolongado, pesado ou sufocante no centro do peito.
* Dor no pescoço, na mandíbula, nos braços, na parte superior do abdômen ou
entre as escapulas
* Dor intensa, tontura, desmaios, suores, náusea, respiração curta,
ansiedade e coloração acinzentada da pele também pode ocorrer.

Atividades Físicas para os Idosos
Na terceira idade a atividade física é fundamental tanto para as funções cardiovasculares, como para as funções pulmonares, e realizada com regularidade é uma das principais bases para a manutenção da saúde em qualquer idade.
É aconselhável um acompanhamento medico antes do inicio do programa da atividade, para o diagnostico de problemas cardiovasculares, ortopédicos, desvio de coluna, etc.
Um ambiente onde o aluno se sinta á vontade e com segurança é um dos pontos mais importantes para o bom desempenho das atividades.
Em todas as atividades é muito importante a re-hidratação, tomando bastante água antes, durante e depois. Deve haver também um alongamento antes e depois de qualquer atividade. O exagero na atividade para o idoso é sempre prejudicial. E o descanso para a terceira idade se faz ainda mais necessário.
A caminhada é uma forma natural e saudável de exercício. Proporciona esforço uniforme e bem dosado; prazer em apreciar a natureza e a sociabilidade com outras pessoas que também praticam a caminhada.
A natação é um ótimo exercício porque atua em todos músculos, aumenta a resistência física e trabalha os pulmões e o coração. Na água os idosos correm e saltam a vontade, sem que haja um maior comprometimento com problemas articulares. Podem ser realizadas diversas atividades, tais como jogos recreativos, aula de natação, hidroginástica, jogos desportivos e diversas formas de relaxamento.
Dançar é um exercício alegre, e trabalha o corpo aumentando a capacidade aeróbica. A intensidade depende muito da capacidade física de cada um.
Nas atividades de quadra, ao contrario da água, o impacto é grande, devendo haver um policiamento maior em relação ás atividades a serem trabalhadas. Atividades recreativas, jogos sem contato físico, aulas de dança, ginástica, alongamento, etc, são algumas das principais atividades a serem realizadas. Os jogos de contato devem ser evitados prevenindo quedas e o auto impacto. O treinamento excessivo pode ser um grande problema.
Nas atividades de salão tem um atrativo especial, relacionando comunicação, contato visual, melhoria de auto-estima, danças culturais, etc. Deve-se levar em conta o tipo do piso e os objetos que há no salão para que não aconteçam imprevistos.
Outras formas de atividade podem ser praticadas de acordo com as possibilidades físicas de cada um.
Para se trabalhar com a terceira idade é necessário saber acima de tudo: orientar, conhecer o aluno, estimular a socialização ao grupo, elaborar aulas que se adequem às condições gerais, mas respeitando a individualidade de cada um.


Benefícios da Atividade Física
A atividade física proporciona ao aluno da terceira idade os seguintes benefícios: obter saúde, bem estar físico, domínio corporal, aumento da mobilidade, cura contra a depressão, uma respiração saudável, vitalidade, autoconfiança, reações positivas, previne e melhora os problemas osteoarticulares, melhora a postura, permeia uma melhor integração social, previne doenças ( cardiorespiratórias, hipertensão, diabetes e outras ).

Exercícios resistidos para a saúde do idoso.
Na velhice, como sabemos, há uma série de modificações fisiológicas que é peculiar dessa fase. As doenças crônico-degenerativas se instalam gradativamente à medida que avança a idade, mas será que é possível ao menos retardar esse processo? A ciência nos mostra que não só é possível retardar tais doenças comuns em indivíduos da terceira idade, como também prevenir o seu aparecimento e até mesmo controlar e engendrar o seu retrocesso.
Não há um medicamento tão eficiente quanto à atividade física sistematizada e bem orientada. O exercício resistido aparece então como um dos mais indicado para o idoso, pois apresenta eficiência e segurança. Como assinala o Prof. Dr. José Maria Santarém(, “os exercícios que melhor estimulam o aumento da massa óssea, aumento da massa muscular e aumento da mobilidade articular são os mais eficientes para o idoso”. (JM&F, 1999).
O exercício resistido possibilita o aumento da massa óssea diminuindo a probabilidade de fraturas comuns a essa fase devido à osteopenia e ao alastramento da osteoporose mais freqüente em mulheres. Também se percebe considerável aumento da massa muscular e com ele uma série de notáveis benefícios: eleva-se a taxa metabólica basal, facilitando a redução do tecido adiposo; aumenta-se a quantidade de tecido com sensibilidade à insulina aumentada e, portanto captador de glicose; aumenta-se a proteção de articulações anatomicamente instáveis por sedentarismo, processos degenerativos ou inflamatórios, diminuindo as dores; diminui-se a freqüência cardíaca e a pressão arterial. O aumento da mobilidade articular permite a realização de atividade comuns da vida diária, freqüentemente impossibilitadas por diminuição da flexibilidade.
A segurança músculo-esquelético e cardiovascular é assegurada por exercícios compatíveis com as amplitudes articulares encontradas e por exercícios que não elevem excessivamente a freqüência cardíaca ou a pressão arterial. Nos exercícios resistidos se eliminam inconvenientes comuns em outras atividades que podem representar risco para o idoso, como traumas músculos-esqueléticos em atividades que envolta saltos, acelerações, desacelerações violentas, quedas, impactos e movimento excessivamente repetidos. E é possível monitorar a cada pausa dos exercícios, os valores da pressão arterial e da freqüência cardíaca para que não excedam os limites estabelecidos.

Pesquisa sobre Atividade Física e Idosos
Para fundamentar nosso trabalho, realizamos uma pequena pesquisa com idosos que participam do projeto Academia da Cidade, conjunto Augusto Franco, na cidade de Aracaju. Ela foi realizada no dia 09 de Abril de 2005, foi aplicado um questionário à vinte idosas contendo seis perguntas. As perguntas estão relacionadas a informações acerca da saúde, da atividade física e do aspecto social do idoso.

Respostas do Questionário.
A primeira pergunta buscou saber qual a idade dos pesquisados. A maioria dos pesquisados se encontram na faixa etária entre 50 e 60 anos. Chamamos à atenção para esta resposta porque a O.M.S. (Organização Mundial da Saúde) adota o critério para considerar idoso as pessoas que possuem idade igual ou acima de 60 anos, (NETTO, 1992).
A segunda pergunta buscou saber o sexo dos participantes. Observamos que, neste grupo que fizemos a pesquisa, não havia homens. Este fato ocorre também em alguns outros grupo de atividade física pela cidade. Procuramos saber o porquê do predomínio do sexo feminino nestes grupos de atividade. Não conseguimos uma referência teórica para explicar o fenômeno, mas, de acordo com o relato das próprias participantes este fato se deve ao machismo, a alguns homens se sentirem constrangidos porque o numero de mulheres que fazem parte do grupo é maior e ao hábito de vida dos mesmos (pois muitos preferem ficar conversando com os amigos, assistir a jogos de futebol, ficar no bar bebendo, etc.).







3. Você possui algum destes distúrbios?

Distúrbio Respostas
Hipertensão 09
Problema de coluna 09
Artrite 04
Osteoporose 03
Diabetes 01
Problema cardíaco Ninguém

Dentre os pesquisados, percebeu-se o seguinte:
• 07 pessoas apresentam mais de um distúrbio;
• 10 pessoas apresentam apenas um distúrbio
• 03 pessoas não apresentaram nenhum distúrbio
Percebe-se que o distúrbio mais freqüente é a hipertensão e os problemas de coluna. Procuramos encontrar razões para explicar este fenômeno e encontramos que, possivelmente, o grande número de pessoas hipertensas está relacionado com o processo de envelhecimento e a fatores extrínsecos como o hábito de fumar (WAGORN, 1993). A arteriosclerose está relacionada com o processo de envelhecimento, que acarreta o enrijecimento da parede arterial, dificultando o bombeamento do sangue.
Já os problemas de coluna acontecem por diversos fatores, como o enrijecimento das articulações que ocorre pela inatividade física, postura inadequada como, também, a prática de atividade física mal orientada.








4. Qual o motivo que o (a) levou a fazer atividade física?
MOTIVOS RESPOSTAS
Iniciativa Própria 14
Gosta de cuidar do corpo 12
Recomendação médica 08
Conhecer pessoas 04
Algum amigo o (a) chamou 03

Com estes dados queremos mostrar que são vários os motivos que levam o idoso a fazer atividade física. Nesta pesquisa, as razões mais apontadas forma “por iniciativa própria”, “cuidar do corpo” e “recomendação médica”. Caldas & Araújo (2002) afirmam que um motivo que leva o idoso a fazer atividade física pode desencadear em outros, por exemplo, se por recomendação médica um idoso começa a freqüentar grupos de atividade física, ele conhecerá pessoas, e isto vai se constituir em um outro motivo para ele permanecer nesse grupo.

5. Qual destas atividades diárias você sente dificuldade de fazer?

Atividade diária Respostas
Subir escada 08
Levantar peso 05
Abaixar-se 04
Limpar a casa 04
Lavar roupa 01
Passar ferro 01
Nenhum 06

As atividades da vida diária são aquelas que estão presentes no cotidiano do indivíduo. Segundo Dantas (1999, p. 204) “Uma boa amplitude articular, que proporcione condições para execução dos movimentos do dia-a-dia leva a uma independência motora do geronte e, conseqüentemente, a uma maior disposição para enfrentar os desafios do cotidiano”. Este autor afirma ainda, através de uma pesquisa realizada, que as atividades da vida diária de maior dificuldade são as que solicitam mais as articulações do quadril e do joelho.

6. Qual destas atividades você mais gosta de praticar?

atividades Respostas
Caminhar 09
Fazer alongamento 09
Aumentar força 04
Abdominal 03
Natação 01

As condições sócio-econômicas do indivíduo vão influenciar na escolha da atividade física, pois nem todos têm acesso às sessões de hidroginástica, natação ou musculação, por exemplo.
Contata-se nesta pesquisa que as atividades de maior preferência é a caminhada e o alongamento. Os exercícios de caminhada auxiliam no tratamento da hipertensão, ela é também de fácil acesso. As atividades de alongamento auxiliam na solução de problemas relacionados à mobilidade articular.











QUESTIONÁRIO

1 – IDADE
( ) ACIMA DE 45 ANOS ( ) ENTRE 45 E 50 ANOS ( ) ENTRE 50 E 55 ANOS
( ) ENTRE 55 E 60 ANOS ( ) ENTRE 60 E 65 ANOS ( ) ACIMA DE 65 ANOS
2 – SEXO
( ) FEMININO ( ) MASCULINO
3 – VOCÊ POSSUI ALGUM DESSES PROBLEMAS? (MAIS DE UMA OPÇÃO)
( ) HIPERTENSÃO ( ) OSTEOPOROSE ( ) ARTRITE ( ) DIABETES
( ) PROBLEMA DE COLUNA ( ) PROBLEMA CARDÍACO
( ) OUTRO. QUAL?_______________________________________________
4 – QUAL O MOTIVO QUE LHE LEVOU A PRATICAR ATIVIDADE FÍSICA? (MAIS DE UMA OPÇÃO)
( ) RECOMENDAÇÃO MÉDICA ( ) CONHECER PESSOAS
( ) INICIATIVA PRÓPRIA ( ) GOSTA DE CUIDAR DO CORPO
( ) ALGUM AMIGO CHAMOU ( ) OUTRO. QUAL ?__________________________
5 – QUAL DESTAS ATIVIDADES DIÁRIAS VOCÊ SENTE DIFICULDADE DE FAZER? (MAIS DE UMA OPÇÃO)
( ) LEVANTAR PESO ( ) LAVAR ROUPA ( ) LIMPAR A CASA
( ) ABAIXAR PARA PEGAR ALGO ( ) SUBIR ESCADA
( ) OUTRA. QUAL?___________________________________________________
6 – QUAL DESTAS ATIVIDADES VOCÊ MAIS GOSTA DE PRATICAR? (MAIS DE UMA OPÇÃO)
( ) CAMINHAR ( ) NADAR ( ) FAZER ALONGAMENTO
( ) ATIVIDADE PARA AUMENTAR A FORÇA (EXERCÍCIO QUE TENHAM PESO)
( ) OUTRA. QUAL?_____________________________________________________





REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:


ARAUJO, Marcos & CALDAS, Robson. Exercício físico na melhor idade: uma prescrição com novos olhares sobre “velhos conceitos”. In: Revista Baiana de Educação Física Salvador – BA, n. º 01, V. 03, 2002, p. 47-56.
DANTAS, Estélio H.M. Flexibilidade: Alongamento e Flexionamento. Rio de Janeiro: Shape, 1999.
NETTO, Matheus P. Gerontologia. São Paulo: Atheneu, 1992.
OTTO, Edma. Exercício físicos para a terceira idade. São Paulo: Manole. LTDA.
SATARÉM, José Maria. A importância da atividade física e programas de condicionamento in: Jornal da Musculação. Ano VI, Nº 28, Ago/Set: São Paulo-SP, 1999. p.26.
WAGORN, Yvonne et al. Manual de ginástica e bem-estar para a terceira idade. São Paulo: Marco Zero, 1993.
www.saudetotal.com
www.medicinadoesporte.com/Idoso
www.saudetotal.com/saude
www.scf.unifesp.br/artigos/artigo_1_geriatria








Fonte: Interativ


  • Por Joseane em 26.05.2012 às 14:22h
    E-mail: josi_silva_lima@hotmail.com

    Olá Boa tarde!! Sou do curso de fisioterapia e meu Tcc é sobre benefícios da dança na terceira idade baseados em avaliação de flexibilidade, equilíbrio e qualidade de vida..Se poderem me mandar artigos sobre o tema,agradeceria muito..Obrigadoo


     
  • Por gilda em 24.02.2011 às 10:32h
    E-mail: gispereira47@hotmail.com

    carla gostei do seu trabalho continui trabalhando iso e muito inportante


     
  • Por JULIANA OLIVEIRA em 17.02.2011 às 14:40h
    E-mail: julianaedfisica2009@hotmail.com

    OLÁ PESSOAL TO FAZENDO MINHA MANOGRAFIA SOBRE ATIVIDADE FISICA NA TERCEIRA IDADE"!!!! ME AJUDA AI ME MANDEM MATERIAL!!! AGRADECIDA JU!!


     
  • Por solange em 15.11.2010 às 21:19h
    E-mail: solangeborba@gmail.com

    Otimo artigo


     
  • Por lucinda em 07.11.2010 às 13:16h
    E-mail: lucinda@hotmail.com

    que ridicolooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo


     
  • Por lucinda em 07.11.2010 às 13:14h
    E-mail: lucinda@hotmail.com

    que ridiculoooo


     
  • Por Francisco Novais Baera em 03.08.2010 às 04:34h
    E-mail: franciscobaera@yahoo.com

    gostei


     
  • Por monica regina lima lourenço da silva em 06.07.2010 às 16:19h
    E-mail: monicarll@hotmail.com

    oi, sou do Guarujá, gostaria que me mandassem artigos,idéias,estou no último semestre de Ed.Física e minha monografia é sobre Atividade Física na Terceira Idade, desde já agradeço a colaboração e sucesso para todos.


     
  • Por cesar samuel salela em 22.04.2010 às 15:28h
    E-mail: cesalela@yahoo.com.br

    estou a pedir que me enviem artigos sobre a hipertensao e o exercicio eu pretendo fazer a minha tese. Obrigado pela atencao dispensada


     
  • Por Wesley em 02.03.2010 às 00:04h
    E-mail: wesleysherek@hotmail.com

    Olá, sou profissional da area da saude, Educação Fisica, e gostaria de receber se possivel, algumm artigo falando das respostas fisiológicas e metabólicas do treinamento de força em pacientes hipertensos. Agradeço a atenção. wesleysherek@hotmail.com


     
  • Por Carolina Rezende em 08.05.2009 às 19:51h
    E-mail: keke_carol@hotmail.com

    Ol? pessoal.....desculpem-me pela demora p resporder.... Bom vc?s podem osbservar que no final do trabalho possui algumas literaturas e alguns sites q vc?s podem utilizar ....como refencia p pesquisar o q vc?s quiserem....... tem alguns outros bem interessantes www.saudeemmovimento.com.br tem o do celafiscs..... nao sei nome do site ....mas deem uma procurada no google.....www.educacaofisica.com.br Eles podem ajudar vc?s.... Abra?os a todos e Obrigada pela visita


     
  • Por henriquec principe xavier de almeida neto em 06.05.2009 às 10:52h
    E-mail: axebrasil10@hotmail.com

    ola td bem? olhe estou no 3 semestre de educacao fisica e estou fazendo um trabalho para a semana cientifica e gostaria de receber material sobre:a seguranca do exercicio fisico na terceira idade . desde ja agradeco e obrigado


     
  • Por Socorro Martins em 23.04.2009 às 22:22h
    E-mail: smtmartins@hotmail.com

    Olá, sou de Manaus, estou fazendo minha monografia da pós em atividade física na terceira idade e preciso de mais materialquem tiver pode mandar, agradeço desde já.


     
  • Por thelma em 18.04.2009 às 19:25h
    E-mail: mahfreitas2009@hotmail.com

    monografia


     
  • Por patricia lisboa em 02.04.2009 às 21:48h
    E-mail: lisboapatricia@oi.com.br

    Estou fazendo minha monografia sobre atividade física na terceira idade,gostaria muito de receber outros trabalhos sobre o mesmo assunto.obrigada


     
  • Por cesar samuel salela em 21.01.2009 às 09:04h
    E-mail: cesalela@yahoo.com.br

    estou a pedir para enviarem materia sobre fisiologia


     
  • Por inaja isidio de sousa soares em 12.01.2009 às 17:24h
    E-mail: inaja.sorriso@ig.com.br

    preciso de voluntarios para trabalhar com a terceira idade que estagiam ou ja se formaram na area de fisioterapia e na area de culinaria e atividades fisicas


     
  • Por jomara em 27.12.2008 às 20:37h
    E-mail: jomaricilda1@gmail.com

    sou pessoa solit?ria, com 63 anos, residente em salvador,ba, sedentarissima e sei que se n?o fizer alguma coisa, n?o emplaco 2010. gostaria que, se alguem soubesse de locais onde posso encontrar gin?stica especializada para terceira idade, fizesse a gentileza de me informar no meu email. gratissima.


     
  • Por Wendel em 26.11.2008 às 15:28h
    E-mail: Wendelkb@hotmail.com

    Ola! Gostaria de receber trabalhos sobre este assunto pois estou preste a terminar meu tcc sobre atividade fisica na 3? idade!!


     
  • Por Lucimara Santos em 11.10.2008 às 10:28h
    E-mail: lucimara.mendes@uol.com.br

    Ol? sou estudante do curso de Enfermagem,estou fazendo minha monogrfia sobre atividade fis?ca na terceira idade e estou com dificuldade no desenvolvimento, por favor se alguem poder mim ajudar com artigos agrade?o.............


     
  • Por Carolina Rezende em 26.09.2008 às 21:02h
    E-mail: keke_carol@hotmail.com

    Ol? pessoal, bom estou passando p responder vc?s. Primeiro queria pedir desculpas pela demora, estou meio sem tempo p postar, p responder a todos. Gostaria de enviar um email p a cada um respondendo mas infelizmente n?o me ? poss?vel. Os sites q serviram de referencia p esse trabalho podem ajudar bastante a vc?s, e tb podem procurar em um outro chamado efdeportes que tem bastante coisa sobre o assunto. Bom espero ajudar a todos assim, e qq coisa ? s? perguntar. Abra?os!!!!!


     
  • Por adriano barbosa abdrade em 16.09.2008 às 13:03h
    E-mail: adriano_baa@hotmail.com

    3? idade


     
  • Por Kelly Pereira de Medeiros em 12.08.2008 às 10:16h
    E-mail: kelly-pm@hotmail.com

    Ol?, sou estudante do 8? periodo do curso de Educa??o Fisica e estou desenvolvendo meu projeto de conclus?o de curso sobre "Terceira idade e Muscula??o".Gostaria de receber alguns trabalhos sobre o mesmo.Grata!!


     
  • Por janete vieira em 21.07.2008 às 10:00h
    E-mail: janete_esefic2000@yahoo.com.br

    estou fazendo monografia sobre terceira idade e qualidade de vida x atividade fisica .Gostaria de receber arigos sobre o assunto!!!!!!!!


     
  • Por wellington aparecido pinto em 15.06.2008 às 15:14h
    E-mail: zicotom@oi.com.br

    sou aluno do curso do educa??o f?sica,e vou fazer minha monografia sobre atividades f?sicas para idosos queria receber materiais sobre o assunto.


     
  • Por RAQUEL em 13.06.2008 às 16:54h
    E-mail: varleijot@gmail.com

    Material para trabalho


     
  • Por Marcia Rodrigues de Queiroz em 01.06.2008 às 15:47h
    E-mail: queirozmr@uol.com.br

    Estou fasendo monografia sobre hidroginastica na melhor idade, poderia me mandar alguma coisa, para me ajudar.


     
  • Por Lucimara Santos em 14.05.2008 às 01:52h
    E-mail: lucimara.mendes@uol.com.br

    Ol? sou estudante do curso de ENFERMAGEM, e gostaria que voc?s me mandassem alguns artigos sobre a atividade f?sica na Terceira Idade. Este ? o tema da minha monografia. Desde j? agrade?o.


     
  • Por Carol Rz em 10.05.2008 às 21:17h
    E-mail: keke_carol@hotmail.com

    Ol? pessoal.....desculpem-me pela demora p resporder.... Bom vc?s podem osbservar que no final do trabalho possui algumas literaturas e alguns sites q vc?s podem utilizar ....como refencia p pesquisar o q vc?s quiserem....... tem alguns outros bem interessantes www.saudeemmovimento.com.br tem o do celafiscs.....nao sei nome do site ....mas deem uma procurada no google..... Eles podem ajudar vc?s.... Abra?os a todos e Obrigada pela visita


     
  • Por R?gis Pereira Souza em 15.04.2008 às 17:58h
    E-mail: regiscapitao@yahoo.com.br

    Ol?, tudo bem por favor se possivel gostaria de receber o assunto.


     
  • Por marlucia rodrigues chaves resende em 15.03.2008 às 17:45h
    E-mail: marlucia_pgtu@hotmail.com

    sou aluna do curso do educa??o f?sica,e vou fazer minha monografia sobre atividades f?sicas para idosos queria receber materiais sobre o assunto.


     
  • Por Larissa Menezes Matos em 27.02.2008 às 16:08h
    E-mail: lali_889@hotmail.com

    estou come?anda agora a trabalhar com ginastica para a terceira idade, gostaria que me mandassem o mais rapido possivel algumas atividades que eu possa trabalhar com os idosos e como trabalhar com eles?


     
  • Por Luciana Szczepkowski em 21.02.2008 às 14:30h
    E-mail: lupolaka05@yahoo.com.br

    Ol? sou estudante do curso de Educa??o f?sica, e gostaria que voc?s me mandassem alguns artigos sobre a atividade f?sica na Terceira Idade. Este ? o tema da minha monografia. Desde j? agrade?o.


     
  • Por Jo?o Paulo de Leopoldino da Silva em 20.02.2008 às 17:34h
    E-mail: jpx2_educacaofisica@yahoo.com.br

    Esse trabalho vem para orientar profissionais da area da sa?de como proceder para a melhoria da qualidade de vida dos alunos e pacientes


     
  • Por CARLA PATR?CIA em 08.02.2008 às 07:19h
    E-mail: PHISIOFORMA@HOTMAIL.COM

    SOU PROFESSORA DE ED.FIS?CA TRABALHO COM A TERCEIRA IDADE A POUCO TEMPO E GOSTARIA DE TER MAS IMFORMA??ES SOB ESTE TRABALHO,GOSTEI MUITO DO SEU TRABALHO.


     
  • Por Carolina Rezende em 26.01.2008 às 16:12h
    E-mail: keke_carol@hotmail.com

    Trabs feito na faculdade.....feito por uma galera mto boa


     

Nome:
E-mail:
Comentário:


2006 - 2013. Todos Direitos Reservados ao Interativ.com.br
MSN: joelsax2005@hotmail.com Contato: (79) 9939 73 37
Desenvolvido pela Inordeste Soluctions & Informática